Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta noivado

Os interiores para o grande dia #2

Mulherio desse lado, o que me dizem deste robe para o grande dia? Não queria o típico robe branco, de cetim, curto e a dizer "bride" nas costas (que me desculpe quem acha piada a isso, mas eu acho só piroso!). Embora não me vá pôr cheia de rendas e transparências, porque no dia é capaz de não dar muito jeito (com a quantidade de pessoas que vai andar à minha volta... maquilhadora, cabeleireira, fotógrafos, família, ...), este até achei piada e, a pensar já lo lado rentável, vejo-me a usá-lo depois.

Os interiores para o grande dia

Na procura da lingerie perfeita para o grande dia, acabei por chegar a uma conclusão: a lingerie é exatamente igual à lingerie sem ser para noiva, com o único pormenor da cor (que anda invariavelmente à volta dos brancos, pérolas e rosa seco), mas o preço é três ou quatro vezes superior. Então se formos para robes e chinelos de quarto, a coisa dispara absurdamente...
A título de exemplo, deixo-vos este robe da marca La Perla. Se calhar sou eu que sou muito forreta, mas 958€ (!!!!!) por um robe parece um pouquinho exagerado (a menos que o interior do robe seja forrado a notas)...
Assim de repente, e por 958€ há uma lista infindável de outras coisas muito mais interessantes para investir o dinheiro do que um simples robe (que se procurarmos bem nas lojas do costume, somos capaz de encontrar algo muito semelhante por menos de, vá... 50/60 euritos. E mesmo a esse preço já somos capazes de achar um bocado carote).

Casava-me com eles todos (com os sapatos, claro!) - parte II

Isto de gostar de sapatos é uma trabalheira porque causa uma indecisão enorme na hora de escolher os sapatos para o grande dia. Também é uma grande chatice não ser podre de rica e poder escolher os sapatos sem olhar ao preço. Se não, estes estavam debaixo da minha mira...





Casava-me com eles todos (com os sapatos, claro!)

Não fosse o preço deles fugir "um pouco" do meu budget e qualquer um destes era uma boa aposta para o casamento. Fugir dos brancos e coisas sem piada nenhuma, estes sapatinhos encaixavam na perfeição com aquilo que estou à procura.

Badgley Mischka
Jimmy Choo
Manolo Blahnik
Aquazurra                                                                     Christian Loubotin


Lk Bennet
Harriet Wilde                                                    Olgana
Oscar de la Renta

O eterno dilema do cabelo comprido, desta vez em versão noiva

Ando com uma vontade tão grande de pôr o meu cabelo curtinho que nem vos conto. Vou hoje à tarde à cabeleireira e não tivesse eu este ano o meu casamento (e como toda a gente me diz que é melhor ter o cabelo comprido porque dá sempre para mais opções de penteado), saia de lá hoje com o cabelo pelos ombros (de referir que, neste momento, o meu cabelo já passa o meio das costas). Não sei porquê, mas tenho a sensação que das primeiras coisas que vou fazer depois de casar vai ser mudar de visual e pôr o cabelo bem curtinho, como pus há 3 anos atrás.

O meu casamento e a felicidade da minha afilhada são (aparentemente) duas coisas incompatíveis

Este fim-de-semana contei à minha afilhada (5 anos) que ia casar. Não era para contar tão cedo porque, para muitas crianças, às vezes é difícil gerir as expectativas e a ansiedade. Mas aproveitei um almoço de família para distribuir já alguns convites e a minha afilhada acabou por saber.
Quando ela viu o convite perguntou à mãe o que era e a mãe disse-lhe que a P e o F iam casar e ela ficou estática, sem reação e muda! Chamei-a à minha beira e expliquei-lhe que eu e o F (pessoa por quem ela te uma admiração imensurável) íamos casar e a reação dela foi tudo menos aquilo que eu estaria à espera: de olhos molhados, com a lágrima quase a querer saltar, abraça-se a mim e continua em surdina, sem uma única palavra, logo ela que tem sempre palavras para tudo! Perguntei-lhe se queria que eu casasse ao que ela me acena com a cabeça a dizer que não... (não sei o que lhe vai na cabeça e que ideia é que ela tem do que é o casamento, ou as mudanças que ela está a antecipar... mas ela não fiou fã …

Vestidos de noiva - To be continued

Depois de uma primeira ida a uma loja de vestidos de noiva em que não me identifiquei com nada (como contei aqui), agora estou no pólo oposto: gosto de quase tudo o que experimento (dentro dos modelos que estou a testar, como é obvio!). E hoje, depois de experimentar meia dúzia de vestidos, a minha irmã chegou a uma brilhante conclusão: era mais fácil se eu fosse gorda, baixa e sem pescoço! Assim, ficava mais limitada na escolha e estava a coisa decidida. Mas não, estou numa fase em que acho quase todos bonitos, com potencial e a assentarem-me bem (modéstia à parte), e isso está a dificultar a escolha! A minha mãe está no mesmo dilema que eu: gosta de me ver com vários! A minha irmã, apesar de mais selectiva, está em dúvida entre três. As senhoras das lojas vêem todas com o mesmo discurso: "a menina é alta, elegante, fica-lhe tudo bem!". Obrigadinha! Esses elogios até sabem bem ao ego mas na altura em que tenho que decidir e escolher somente um vestido, esses elogios não aj…

Vestidos de noiva - relato de uma primeira experiência

Hoje fui experimentar, pela primeira vez, vestidos de noiva! Uohhhhhh A loucura!



E perguntam vocês: e então, como é que foi? Eu respondo, não se apoquentem que eu digo-vos: foi estranho, minha gente, muito estranho! Eu ainda não me consigo imaginar vestida de noiva, mesmo tendo vestido muitos vestidos, posto diferentes véus, testado diferentes modelos. Só para terem noção do nível do meu distanciamento em relação a ver-me vestida de noiva, a coisa mais interessante que eu consegui apreciar foi os vestidos que tinham bolsos (sempre a ver o lado prático da coisa! E por falar em lado prático da coisa, comecei também a pensar que, atendendo ao meu tamanho (1.76cm) e ao comprimento dos vestidos, talvez não seja má ideia ir de sapatilhas ou sabrinas. Lá no fundo ninguém vê os sapatos à noiva e assim posso jabardar noite dentro, em versão confortável).
Nos casamentos a que tenho ido (e são muitos!), gosto muito de ver as outras noivas para ver o vestido que levam, consigo apreciar bastante …

Quem casa quer casa

E esta tem sido a minha ocupação nas últimas semanas: procurar casas em sites, fazer visitas a casas, reunir com imobiliárias... A coisa até tem a sua piada, se bem que conjugar os 3 ingredientes-chave da equação não tem sido assim tão fácil: tipo/estrutura da casa + localização + preço.
A semana passada fomos visitar uma moradia espetacular, mega espaçosa, com um jardim gigante atrás (ter jardim é um dos nossos critérios porque vamos ter de enfiar lá 2 cães labradores, por isso apartamento está fora de questão!), com excelente qualidade de construção, um preço razoável (atendendo aos preços que se vão praticando e não às nossas carteiras, que dia para dia ficam mais leves com isto do casamento e afins) mas... ficava no cu de Judas! Só para terem noção, não havia um café, uma padaria, talho, supermercado, caixa multibanco ou bomba de gasolina no raio pr´ai de 2 quilómetros. Para chegar ao centro da cidade, num dia sem trânsito, demoramos uns 20 minutos (nem quero imaginar num dia da …

Observações de noivado

Há uma coisa que desde que estou noiva não percebo: quando dizemos às pessoas que estamos noivos, regra geral, as pessoas viram-se logo para mim a dar os parabéns e direccionam todo o seu entusiasmo para mim!  A quem deviam dar os parabéns, em primeiro lugar, era ao noivo! Esse sim é que teve de ganhar coragem para me pedir em casamento (mesmo depois de passar a vida a ouvir-me dizer que eu não queria casar, ousou fazer o pedido e arriscar-se a levar um não!), teve de andar a escolher um anel, escolher o sítio para fazer o pedido e escolher pelo dia perfeito para fazer o pedido. Esse sim, está de parabéns porque ele é que fez tudo. Eu limitei-me a dizer que sim (vá, na altura ainda disse mais algumas coisinhas, que eu sou mulher de muitas palavras, mas isso não interessa agora para o caso).

Ele fez o pedido, eu disse que sim

Estou noiva!!!! Daqui a precisamente a um ano, por esta hora, estaremos a entrar na igreja para dizer o sim definitivo!
O pedido já foi feito à algum tempo, mas até contar às pessoas mais importantes, mantive o "segredo" e guardei esta felicidade só para nós e para os que nos são próximos. O pedido foi feito num sítio lindíssimo, com uma paisagem de cortar a respiração e um silêncio avassalador. O anel é maravilhoso e parece que foi escolhido por mim (ele conhece tão bem os meus gostos!). Agora que os preparativos estão a andar a bom ritmo, e que já desci um pouco à terra, partilho convosco esta minha nova aventura! E contrariamente àquilo que eu pensava ao início, que ia ser um stress organizar tudo e planear o nosso grande dia, estou a adorar preparar cada detalhe, pensar em cada pormenor e idealizar tudo à nossa medida. Que este ano que me separa do grande dia, seja um ano prazeroso e o prenúncio de uma vida a dois em harmonia, cumplicidade e felicidade.

Instagram

Blogs que leio