Avançar para o conteúdo principal

É sempre a andar



Quem diz que os fins-de-semana servem para descansar é porque não tem vida social. Ou então eu nestes últimos tempos é que tenho uma vida social muito violenta! Já há mais de um mês que chego à segunda-feira mais cansada do que a maioria das pessoas chega à sexta-feira depois de uma semana de trabalho.
E se por um lado adoro estes fins-de-semana super preenchidos, cheios de planos e coisas para fazer, por outro chego a sonhar com uma tarde ou um serão sem nada marcado, só para poder ficar estendida no sofá. Ninguém me obriga a andar sempre de roda no ar mas na hora H não consigo dizer que não a um bom programa. E se por um lado isto é cansativo, por outro lado estes fins-de-semana preenchem-me a alma.
Aquelas pessoas que andam o ano todo à espera das férias para poderem aproveitar as 24 horas do dia, aquelas pessoas que nem no Verão se permitem deitar mais tarde com o pretexto da segunda-feira  de trabalho que está à porta, aquelas pessoas que dizem que à sexta-feira tem de ficar em casa a descansar da semana de trabalho são pessoas que só vivem pela metade, ou 1/3... E eu gosto de viver a 100%, mesmo que isso me canse, mesmo que isso me roube horas à cama, mesmo que isso me cause olheiras. Mas antes um cansaço de felicidade do que um descanso de solidão.

Comentários

  1. Estou a reaprender a fazer isso. E está na ser maravilhoso :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

"Não fui eu"

E aos 6 meses, eis que o Sr. Benny se lembrou de aprontar das suas e fazer a sua primeira grande asneira dentro de casa. E o que é que ele se lembrou de fazer? Pois que devia estar entediado na sua vidinha de come-dorme-brinca-come-dorme-brinca que se lembrou de testar os dentes numa das pernas de madeira da mesa da cozinha!  O que me assusta agora não é a mesa da cozinha, é saber que os meses de frio e chuva estão a chegar, e ele vai passar grande parte do dia dentro de casa... E se até agora o deixava dentro de casa descansadinha da vida, sem me preocupar se ele iria ou não fazer alguma asneira, depois desta já não é bem assim... Sempre ouvi dizer que o que custa é a primeira vez: a primeira vez que arranhamos o carro novo, a primeira vez que deixamos cair o telemóvel ao chão, a primeira vez que o cão roí qualquer coisa dentro de casa... Mas eu prefiro não saber qual é a sensação uma segunda vez! Vou rezar ao santinho dos cães bem comportados e pedir que isto tenho sido uma vez sem…

Coincidência feliz e sorriso na cara

Coincidência feliz é eu estar a sair de um local de trabalho em direção a outro local de trabalho e pelo caminho, sem estar a contar e sem ser suposto, cruzar o meu carro com o carro do namorado, em plena estrada, e mandar-mos um beijinho um ao outro tal como fazem as crianças quando mandam um beijinho a alguém e sopram para que chegue a bom porto! E assim se fica com um sorriso parvo na cara e borboletas na barriga e a certeza de que tenho o homem certo ao meu lado.

Para animar a tarde

Maluma - Felices los 4 -
E esta música não me sai da cabeça!  É o que faz ouvir muito rádio nas viagens de carro!

Instagram

Blogs que leio