Avançar para o conteúdo principal

O meu cão está em greve de fome

Benny
3 meses e 3 semanas


O meu cão faz birras, o meu cão fica todo sensível quando lhe dou algum raspanete por alguma asneira, o meu cão vira-me a cara quando estou a discutir com ele e, mais recentemente, o meu cão faz greve de fome!
Então não é que o senhor Benny sempre comeu muito bem tudo o que lhe aparecia à frente, fosse a comida dele, fosse a comida do meu outro cão mais velho, fosse migalhas que estivessem pelo chão, marchava tudo. Mas ontem acordou a achar que estava na hora de mudar e, de um dia para o outro decidiu não comer nada! 
Como de costume, ontem de manhã fui buscá-lo para lhe dar de comer, mandei-o sentar como de costume antes de lhe pôr a comida à frente (habitualmente nesta fase ele, apesar de sentado, já está todo irrequieto, com a cauda a abanar, a boca aberta e a salivar) e quando lhe ponho a ração para ele comer... nada! Cheirou, cheirou, deu meia volta e foi-se deitar no jardim. Insisti mais do que uma vez e foi sempre a mesma reação. Durante o resto da manhã manteve-se basicamente a dormir.
Ao almoço, pensei eu que ele ia estar com fome a dobrar, dei-lhe a comida e fez o mesmo, não comeu. Ai já estava eu de antenas no ar e a ficar ligeiramente preocupada. Como se diz com os bebés "quando eles estão muito sossegados é mau sinal", com o meu cão é "quando ele não come é mau sinal". Para não deixar o animal sem comer, lá fui eu para a cozinha cozer arroz para o lorde ter o seu manjar. Depois do arroz cozido e de arrefecer, dei-lhe o arroz e nada (aqui já estava seriamente a pensar levá-lo à veterinária). Ainda por cima o raio do cão estava extremamente bem comportado e muito calmo (o que não é naaaaada normal num cachorrinho que nem 4 meses tem e que tem energia para dar e vender). Depois de alguma insistência lá comeu algum arroz. O mal é que a esta altura lembrou-se que também ia fazer greve de sede e também não bebia água.
Passou a tarde deitado à minha beira, levantava-se de vez em quando, vinha-me lamber os pés (coisa que odeio mas que ele teima em fazer só para me irritar!) e voltava-se a deitar. Nada de sinais de fome, de sede, de querer ir para o jardim brincar, nada de chatear o cão mais velho cá de casa (que deve ser simplesmente a coisa que mais prazer lhe dá fazer) e eu já a hiperventilar com o comportamento do cão.
Mais para o fim da tarde começou a arrebitar. Dei-lhe mais arroz já comeu, já começou a beber água, já começou a correr atrás das pessoas, a meter-se no meio das pernas quando uma pessoa está em andamento, a implicar com o Boguinhas, por isso já estava a normalizar. Hora de jantar, dou-lhe a ração e volta ao mesmo, não come! Já em desespero pensei "deixa-me dar-lhe a comida do outro cão a ver se essa ele come", embora a comida seja da mesma marca, uma é para júnior e a outra é para sénior. E não é que o raio do esquesitinho comeu logo!!
Pus-me a refletir sobre isso e lembrei-me que lhe mudei a ração no Domingo. Antes ele comia outra marca mas como ele estava sempre a catrapiscar a comida do mais velho, comprei-lhe a mesma para ele (em versão júnior), que ainda por cima é mais em conta. De domingo até ontem essa comida era uma maravilha, comia-a sem qualquer fastio e ficava consolado, ontem decidiu que afinal não está agradado com essa comida e simplesmente não a come. Hoje de manhã fui-lhe dar de comer e ele fez-me a mesma coisa, não comeu! Pois que hoje não me apanha desprevenida. Ficou lá a comida: quer comer come, não quer que passe fome. Quando estiver mesmo com muita fome vai lá comer. Não estou para pôr de lado um saco de 10 kgs de comida só porque o senhor cão acordou um dia e se lembrou que afinal aquela comida não lhe agrada! Se isto é assim com 4 meses, nem quero imaginar quando for adolescente, que isto da adolescência é coisa para ser chatinha também nos cães.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Os interiores para o grande dia #2

Mulherio desse lado, o que me dizem deste robe para o grande dia? Não queria o típico robe branco, de cetim, curto e a dizer "bride" nas costas (que me desculpe quem acha piada a isso, mas eu acho só piroso!). Embora não me vá pôr cheia de rendas e transparências, porque no dia é capaz de não dar muito jeito (com a quantidade de pessoas que vai andar à minha volta... maquilhadora, cabeleireira, fotógrafos, família, ...), este até achei piada e, a pensar já lo lado rentável, vejo-me a usá-lo depois.

Os interiores para o grande dia

Na procura da lingerie perfeita para o grande dia, acabei por chegar a uma conclusão: a lingerie é exatamente igual à lingerie sem ser para noiva, com o único pormenor da cor (que anda invariavelmente à volta dos brancos, pérolas e rosa seco), mas o preço é três ou quatro vezes superior. Então se formos para robes e chinelos de quarto, a coisa dispara absurdamente...
A título de exemplo, deixo-vos este robe da marca La Perla. Se calhar sou eu que sou muito forreta, mas 958€ (!!!!!) por um robe parece um pouquinho exagerado (a menos que o interior do robe seja forrado a notas)...
Assim de repente, e por 958€ há uma lista infindável de outras coisas muito mais interessantes para investir o dinheiro do que um simples robe (que se procurarmos bem nas lojas do costume, somos capaz de encontrar algo muito semelhante por menos de, vá... 50/60 euritos. E mesmo a esse preço já somos capazes de achar um bocado carote).

Eu bem digo que cães e crianças pequenas é (quaaaase) a mesma coisa

Sobretudo na hora de ir para a cama! 
Se os pais se queixam que depois de terem filhos perdem espaço na cama porque os filhos lhes invadem a cama ocupando mais de metade do espaço, isso é porque não tem nenhum labrador que prefere dormir na cama da dona do que na cama dele e que gosta de se deitar na horizontal em cima das almofadas ou então em cima da dona em versão botija de água quente gigante. Se em dias de frio isso até tem uma parte boa, o que é certo é que às vezes até fico com as pernas dormentes de não me conseguir mexer. E olhem que a minha cama é de casal e há espaço mais do que suficiente para mim e para o cão, mas ele gosta de proximidade, muuuuita proximidade...




Instagram

Blogs que leio