Avançar para o conteúdo principal

Birras de cão



Benny a fazer uma birra porque lhe coloquei pela primeira vez a trela e ele não gostou! Temos pena! Estava há dois meses em total liberdade, sem nunca ter os movimentos limitados que quando se viu com a trela amuou. E faz mesmo birra ao ponto de me ignorar e fazer de conta que não me está a ouvir. 
E a coisa depois não melhorou... para o tirar dali foi preciso "arrancá-lo" ao colo que ele parecia que se tinha pregado ao chão. Não adiantou de nada chamar, fazer festinhas, mostrar brinquedos e tudo aquilo que ele costuma reagir, que o cão é de convicções fortes e se é para fazer uma birra, que seja uma coisa a sério! 
Estou tramada, é só o que eu penso. Quando começar a ir com ele passear para a rua a coisa vai ser bonita. Já o estou a imaginar de cu sentado no chão e eu a tentar arrastá-lo! E ele ainda é levezinho, se fizer o mesmo quando for o "bisonte" que promete ser, ai com mais de 30 quilos, vai ser bonito...

Comentários

  1. Acho que se trata de uma questão de hábito! Assim que se habituar à ideia da trela, e de que é usada para passear vai correr tudo bem!
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. não consigo ver o vídeo, mas aposto que é uma questão de tempo até se habituar! <3

    Um beijinho dourado,

    Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em que browser está a abrir o blog? No Chrome nunca costumou dar problemas ao ver vídeos...

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Eu bem digo que ter cães e crianças pequenas é (quaaaase) a mesma coisa

Confesso-me: sou uma "mãe" galinha em relação ao meu cão. 
Sabem aqueles pais (sobretudo mães) que quando vão levar os filhos ao infantário/creche nas primeiras vezes, depois de os deixarem, mal viram costas já estão com a lágrima no olho?... Eu ainda não estou ao nível de ficar de lágrima no olho mas quando tenho de sair de casa e deixar o cão sozinho, sem ninguém em casa, fecho a porta e não consigo olhar para trás e ver a cara dele a olhar para mim. Já aconteceu ele aperceber-se que eu ia sair de casa e correr para a varanda para me ver a entrar no carro e fazer-me à vida e digo-vos: foi de partir o coração! Eu estar a sair da rua, espreitar pelo espelho retrovisor e vê-lo ali, sozinho, a seguir o percurso do carro com aqueles olhinhos tristes... Também já aconteceu algumas vezes eu sair, fechar a porta e ficar uns minutos colada à porta a ouvi-lo a chorar do lado de dentro (só não a abri a porta e o meti no carro comigo porque no trabalho ainda não é permitido levar ani…

Insiste para ver se persiste

Li algures, há uns tempos atrás, que uma atividade/rotina nova demora 21 dias até se tornar verdadeiramente num hábito. Faz hoje 21 dias que recomecei a correr e embora não tenha corrido 21 dias consecutivos, acho que pensei na corrida todos os dias (mesmo nos dias em que não corri, as dores musculares estavam lá para me lembrar. Isso também conta, certo?). Hoje é dia de correr (e fazer um bocado de workout para queimar os doces que comi ontem. E no Sábado. E na sexta-feira...). Vamos lá dar corda às sapatilhas que o Verão (e o casamento) estão ai ao virar da esquina.

Objeto de desejo da semana

Tommy Hilfiger

Instagram

Blogs que leio